terça-feira, 17 de abril de 2018

10 dicas sobre lavagem e manutenção para suas roupas ficarem como novas por muito mais tempo.

Dicas para manutenção e lavagem de roupas

Uma das grandes vantagens de eu ter começado a costurar foi aprender a cuidar melhor das minhas roupas.

Na verdade, eu sempre tive um certo cuidado com elas, mesmo quando era adolescente. Eu achava que separar as peças em cores claras e escuras na hora de colocar na máquina de lavar fosse o suficiente para manter as minhas roupas com aquele aspecto de novo por mais tempo.  Hoje eu sei que isso é apenas o básico. Depois de aprender um pouco mais sobre tecidos, escutar as dicas da minha avó e ler sobre o assunto pela internet, eu consegui desenvolver um método de lavagem que, além de relativamente simples, tem mantido minhas roupas em bom estado por muito mais tempo.

Observe se a sua roupa realmente precisa se lavada após cada uso.
Este pode ser um tópico polêmico, mas analisar melhor se minhas roupas precisam ser mesmo lavadas após cada uso, além de facilitar a minha rotina, tem preservado muito as minhas peças.  Eu, por exemplo, cresci acreditando que eu tinha que lavar cada peça de roupa após cada uso. Hoje, eu percebo que isso não é necessário. Aqui cabe o bom senso de cada um. Fez muito calor? Você transpirou muito? As roupas estão com sujeiras aparentes? Nesses casos, elas serão lavadas. Caso contrário, eu penduro a peça em um cabide, passo um desodorante de roupas nela e a deixo “respirar” por uma noite. Pronto! A peça está pronta para ser usada novamente.

Aprenda a admirar os poderes de um desodorante para roupas.
Eu comecei a usar essa dica este ano e foi uma grata surpresa! Ele não mancha as peças, elas não ficam com cheiro e é uma ótima forma de “refrescá-la” depois que foi usada. A receita que eu uso é essa aqui:


Um fator importante é que o vinagre e o bicarbonato são desinfetantes naturais! Uma forma natural e simples de manter suas roupas sempre limpas. Não se preocupem, a roupa não fica cheirando a vinagre.

Use menos sabão ou troque por um sabão mais delicado.
Sabão em pó ou sabão líquido podem prejudicar e muito as suas roupas. Com as lavagens constantes (normalmente na máquina de lavar), o sabão pode ajudar no desgaste do tecido, ou seja, sua roupa fica mais propensa a furinhos, perde o brilho das cores e ainda pode sofrer deformação do tecido.  Para mim, a melhor maneira de amenizar o problema foi trocar o sabão comum por sabão de coco. Mas se você apenas usar a metade do que você costuma usar normalmente, já fará grandes diferenças.

Separe as peças de roupa por cor e tecido ao lavá-las.
Além de separar as roupas por cor, pense em separá-las por tecido também.  Quando misturamos peças mais delicadas com peças mais robustas, o atrito entre elas na máquina de lavar faz com que o tecido sofra com o tempo e acabe desgastando muito mais rápido.

Não lave calça jeans na máquina de lavar.
Essa é uma dica da minha avó. Ela sempre me falou que a máquina de lavar “come” o jeans. Eu confesso que não fiquei muito animada em seguir esta dica a princípio, até ganhar uma calça jeans que eu realmente adorei. O meu sentimento com relação a ela é que ela dure para sempre e, para isso, eu precisaria cuidar bem dela =)

Foi quando eu encontrei pela internet dicas que para manter a calça jeans em bom estado  você deve lavá-la o mínimo possível e usar produtos menos abrasivos. Atualmente eu lavo as minhas calças da seguinte forma: deixo-as de molho em uma mistura de vinagre, sal e água por pelo menos 1 hora.  Depois lavo-as com sabão de coco, manualmente. Nos dias que não quero lavar à mão, eu as lavo com sabão de coco, sem centrifugar e pelo lado avesso na máquina de lavar. Deixo-as secar sem torcer e sempre à sombra. O vinagre e o sal, como já comentei nesse post aqui, ajudam a segurar a cor da peça, além de limpá-la muito bem.

Vinagre e sal, uma mistura surpreendente.
Eu escutei essa dica em um podcast recentemente que falava sobre tecidos. Eu testei essa dica e fiquei impressionada como essa mistura limpa as roupas.  Eu a tenho usado como pré-lavagem das peças e tenho gostado muito dos resultados! Mesmo usando o vinagre, as roupas não ficam com cheiro.

100 ml de vinagre branco (eu uso o de álcool) para cada 5 kg de roupas
3 colheres de sopa de sal.

Coloque a mistura na água e deixe as roupas de molho em média por 30 minutos. Esta é a quantidade que eu uso para lavar as minhas calças jeans.

Uma vida sem amaciante.
Eu já tinha lido sobre a substituição de vinagre por amaciante há algum tempo, e eu já fazia o uso disso, mas eu não sabia o que o amaciante faz com as roupas.  Para as roupas ficarem “macias”, o amaciante deforma as fibras do tecido. Fibras deformadas resultam em peças envelhecidas muito mais rápido. Pense em trocar o seu amaciante por vinagre.

Leia a etiqueta das roupas.
Ler a etiqueta das roupas não é algo importante apenas para saber o material da peça, mas para entendermos como aquela peça deve ser lavada, a que temperatura ela deve ser passada, ou se ela pode ser secada na máquina de lavar ou não.  Ler as etiquetas ajuda e muito a manter as suas roupas novas por mais tempo.

Trate bem as suas roupas.
Essa é uma dica que pode parecer “boba”, mas precisamos aprender a tratar bem as nossas roupas. Para algumas pessoas, roupas são só roupas, mas são elas que nos protegem do calor e do frio, mostram ao mundo um pouco da nossa personalidade e por isso elas devem ser tratadas com respeito. Esse conceito só passou a fazer parte da minha vida depois que eu comecei a costurar. Eu acredito que vestir peças feitas por mim, entender como funciona a confecção, etc, me proporcionou a oportunidade de ter mais respeito pelo que eu visto. Então, eu não deixo mais as minhas peças espalhadas ou amontoadas dentro do meu guarda-roupa, ou jogadas em qualquer lugar. Esse cuidado extra, que veio com o tempo, me faz ver que as roupas duram mais tempo.

Não se estresse! Cuidar das suas roupas não deve ser estressante, por isso, um passo de cada vez.
Cuidar das suas roupas não deve ser um fardo, mas um cuidado extra com você mesmo. Por isso, faça as mudanças que você achar necessárias ao seu tempo, caso ache necessário fazer mudança, e curta mais as suas roupas!

Vocês têm alguma dica de como cuidar melhor das roupas?

Eu espero que tenham gostado e até a próxima,

Thaís

Para saber mais:

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Bordados Criativos - Mushroom (cogumelos)

Bordados Thaís Melo

Eu fiz este bordado na primeira semana de abril, inspirado em uma ilustração que eu tinha feito no finalzinho do mês de março.

Desta vez, em vez de colorir com aquarela ou qualquer outro tipo de material, eu usei retalhos.  Um pouco de tricoline vermelho com bolinhas brancas e chita para criar o musgo.  

Bordados Thaís Melo


Liberdade é a palavra que me vem à mente sempre que eu faço esse tipo de bordado.  Eu deixo de lado a idéia da perfeição das linhas retas e me deixo levar pelo desenho.  O resultado é uma mistura de linhas, sombras e textura!

Eu gostei muito do resultado!  A maneira como os tecidos se integraram ao tecido de algodão cru e como a linha deu forma e profundidade ao bordado. Eu demorei três dias para  terminá-lo e ele foi feito na máquina de costura e à mão.

Em breve, eu pretendo colocar uma série de bordados para serem vendidos na Loja Thaís Melo!  Bordados exclusivos e repletos de histórias =)

Bordados Thaís Melo


O que acharam do bordado?

Até a próxima,

Thaís

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Alice in Wonderland (Alice no País das Maravilhas) chegou ao studio@thaismelo!

É com muita alegria que eu falo das ilustrações Alice in Wonderland que eu fiz durante o mês de fevereiro e que já estão no studio@thaismelo, na plataforma do Colab55!




Há algum tempo eu venho pensando em desenhar o universo de Lewis Carroll e este foi o momento perfeito. Eu me inspirei nas ilustrações originais do livro, feitas por John Tenniel. Ilustrações que eu sempre admirei e que são uma grande inspiração para alguém como eu, que adora usar tinta para desenhar.


Posters

Almofadas

Posters

Capas para celular


Foram duas semanas desenhando e colorindo com aquarela todas essas ilustrações; foi um processo que me deixou imensamente feliz ter feito.  Eu adorei o resultado e espero que vocês gostem delas tanto quanto eu!

Caderno e agendas

Bolsas


Na minha página no Deviantart tem a versão em preto e branco de todas as ilustrações, então, se você tiver curiosidade, não deixe de fazer uma visita =)


Até a próxima,

Thaís

Para saber mais:

segunda-feira, 26 de março de 2018

Costurinhas: 3 em 1 - Como transformar um vestido em uma blusa, uma saia e em um novo vestido.

Reciclagem de roupas

Eu estava muito animada para escrever este post!

O Costurinhas de hoje foi um processo muito legal de fazer e mostra como podemos olhar de uma maneira diferente para peças que já temos e por algum motivo não usamos mais.

A namorada do meu irmão me perguntou se eu queria um vestido que ela não usava mais. Apesar do vestido ser muito bonito, não fazia o meu estilo.  Eu não sou muito fã do modelo tomara que caia, mas não pude deixar de adorar o tecido dele. Por conta do tecido, eu decidi ficar com ele e alterá-lo futuramente.

A minha idéia original era mantê-lo como um vestido, mas acrescentar alças. Porém, ao começar a desmanchá-lo, eu adorei a parte de baixo como uma saia e decidi fazer uma blusa e uma saia.

Este foi o momento mais divertido do processo: separar e remontar! A primeira coisa que eu fiz foi retirar a renda e os bojos que tinham no vestido. Para fazer a blusa, eu precisava de mais tecido, por isso, cortei parte da bainha da saia (cerca de 25 cm). Agora, a saia teria o comprimento midi que eu tanto adoro e a blusa seria uma espécie de bata com alças fininhas.

Reciclagem de roupas

A saia foi muito simples de fazer. Eu coloquei elástico na cintura e fiz uma bainha de 2 cm. Além disso, mantive o forro que vinha com o vestido. A blusa precisou de um pouco mais de paciência, mas nada muito difícil de ser feito.  

Reciclagem de roupas
Eu fiz um leve franzido na antiga bainha do vestido que agora se transformaria em blusa. Uma parte eu preguei na parte do busto e a outra na parte das costas.  Usei parte dessa bainha para fazer as alças finas, que foram presas primeiramente na frente da blusa. Depois disso, eu juntei as laterais e me certifiquei de que todo o acabamento interno estava pronto.  Por fim, eu fiz a bainha de 1 cm e costurei as alças na parte das costas.

Reciclagem de roupas

Para minha grande surpresa, ao experimentar as peças eu percebi que eu poderia usá-las juntas, como um belo vestido no estilo retrô!

Eu levei dois finais de semana para terminar as duas peças e valeu muito a pena essa renovação.

Por isso, antes de descartar alguma peça, olhe bem para ela e pense em dar uma segunda chance a ela. Eu garanto que vale muito a pena =)

Eu espero que tenham gostado,

Até a próxima,

Thaís

Para saber mais:



segunda-feira, 19 de março de 2018

Bordados Criativos do mês de março - Menina com flores e Coração

Bordados Criativos Thaís Melo


O primeiro bordado já está pronto desde o ano passado, mas somente no mês passado eu decidi colocá-lo em um bastidor.  Além do bastidor com tecido estampado, eu resolvi dar mais sombra ao bordado, com pontos feitos à mão.  O colorido das flores foi feito com aquarela.

Bordados Criativos Thaís Melo

O segundo bordado foi feito no mês passado e para quem acompanha as minhas ilustrações no Deviantart, já deve tê-lo visto por lá.  Ele foi feito a partir de uma ilustração que eu desenhei ano passado, inspirado na música Dumb, do Nirvana.

Bordados Criativos Thaís Melo

O que eu mais gostei nesse bordado foi o sombreado. Desde que eu passei a me dedicar ao desenho, eu tenho me aventurado mais em criar sombras e detalhes nos bordados.  Eu gostei muito do resultado, que ficou bem diferente do desenho original, mas esta é a melhor parte =)

Até a próxima,

Thaís

Para saber mais:

segunda-feira, 12 de março de 2018

Como fazer alças fininhas para blusas (links)

Blusa com alças


Aprender a fazer alças finas para blusas foi uma grande descoberta para mim!

Como eu comentei no último post, o segredo para fazer alças fininhas é utilizar um cordão para desvirar a alça do lado avesso para o lado direito.

Eu testei duas formas de fazer isso: com agulha e linha; e com um cordão (no meu caso, barbante). Em vez de eu montar um tutorial, eu falarei da minha experiência com cada uma das técnicas e no final do post eu colocarei os links dos vídeos que me ajudaram a entender todo o processo.

Agulha e Linha
A primeira forma que eu testei foi com agulha e linha.  Para fazer suas alças, você precisará cortar uma tira de 4 cm de largura de tecido, com o comprimento do tamanho da sua alça. Depois, determine o tamanho final da sua alça (eu costumo fazer de 1,5 cm) com alfinetes e costure o tecido pelo lado avesso.  Depois de costurado, com o auxílio de uma agulha de bordado (aquela que não tem ponta) e uma linha de costura dobrada em 4 (para ficar bem firme), faça uma pequena laçada na ponta do tecido costurado e passe a agulha por dentro da alça. Depois, basta puxar a linha devagar até desvirar a alça.

Vantagens
Por usar uma linha e uma agulha, você pode fazer alças mais finas e delicadas.

Desvantagens
Você precisa ter a agulha de bordado para fazer a sua alça. Eu tentei usar uma agulha comum e foi impossível passar a linha por dentro da alça sem prender.  Além disso, você precisa ter paciência e tomar cuidado para não puxar a linha com muita força, para não arrebentar.  Se a linha arrebentar, você terá que começar tudo de novo.

Cordão
A única diferença entre as duas técnicas é que usando o cordão você irá costurá-lo por dentro da alça e irá usá-lo para desvirar a alça do lado avesso para o direito.

Vantagens
Como eu já comentei, eu usei um barbante fino e achei todo o processo muito mais simples. O barbante não arrebenta com tanta facilidade como a linha e, além disso, eu não preciso passar a agulha por dentro da alça. Ao terminar de costurar, basta puxar o barbante com cuidado e pronto!

Desvantagens
Apesar de ser muito mais prático, temos que ter cuidado para não costurar o barbante durante o processo. Se isso acontecer, você terá que começar tudo de novo.  Outro ponto importante é que mesmo utilizando um barbante, se você puxar com muita força, ele pode arrebentar.

Eu prefiro usar um barbante para fazer alças finas, mas isso não impede de você testar as duas formas e escolher a que você mais gosta =)

Como prometido, os dois links que me ajudaram a entender como fazer alças fininhas.

Eu espero que tenham gostado!

Até a próxima,

Thaís

Para saber mais:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...